Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

AND THERE'S NO DRIVER AT THE WHEEL


17
Jan09
São como um cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho apenas.

Secretas vêm, cheias de memória.
Inseguras navegam:
barcos ou beijos,
as águas estremecem.

Desamparadas, inocentes,
leves.
Tecidas são de luz
e são a noite.
E mesmo pálidas
verdes paraísos lembram ainda.

Quem as escuta? Quem
as recolhe, assim,
cruéis, desfeitas,
nas suas conchas puras?

Eugénio de Andrade



Era tão mas tão grande, o Eugénio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


5 comentários

Sem imagem de perfil

De João Líbano Monteiro a 17.01.2009 às 14:12

As palavras têm um poder imenso, de facto. Principalmente as palavras escritas. Essas são para mim as mais importantes. Escritas não importa onde... pode ser no papel ou no coração.

Bravo, Rita! Belo poema que puseste aí!

Beijinho!
Sem imagem de perfil

De Srta. V a 05.02.2009 às 17:16

Legal seu blog.
Me diz uma palavra do português de Portugal que não tem no Brasil!
tô brincando...rsrs
Sem imagem de perfil

De João Líbano Monteiro a 07.02.2009 às 10:30

Também a mim... The Patient é a letra de Tool que neste momento mais me diz.

Beijinho!
Sem imagem de perfil

De Sara non c'e a 07.02.2009 às 18:08

Olá Rita! Que é feito de ti? Fui á margem sul a semana passada ver Led On e pensei que te ía ver por lá. A entrevista correu bem e em Abril sou capaz de receber uns trocos pelo meu trabalho :) temos de começar por algum lado... beijinho!*
Sem imagem de perfil

De Spiral Out a 10.04.2009 às 20:28

"Off He Goes" = AMOR

Obrigado pelas palavras, Ritinha.. Mas sobretudo o meu muito obrigado pelo feeling, Ritinha!!

A ver se avivas aqui o teu cantinho.. Força nisso.. :)

*

Comentar post



Rita

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

blogs Portugal


Apontamentos

Nuno Joana Maggie Inês