Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

AND THERE'S NO DRIVER AT THE WHEEL


Há umas semanas vi o documentário O.J.: Made In America. É uma mini-série dividida em cinco partes, com cerca de hora e meia cada uma. Pode parecer excessivo, mas depois de visionado percebe-se que é a duração necessária para a história que pretende documentar.

 

 

OJ-Made-America-show-400x400.jpg

 

 

 

 

 

Já sabia da existência deste documentário há algum tempo, mas não estava na minha lista de prioridades. O julgamento do O.J. Simpson é um tema tão batido e debatido que pensei que seria mais do mesmo.

Para quem desconhece o caso, o O.J. Simpson é um antigo jogador de futebol americano (e que se virou depois para a representação) que foi acusado da morte da esposa e de um amigo dela, nos anos 90. Esse julgamento ficou conhecido nos Estados Unidos como "o julgamento do século" e terminou com um veredicto de inocência.

 

O que acabou por me convencer a vê-lo foi um episódio do "The Late Show With Stephen Colbert" em que o realizador do documentário, Ezra Edelman, participou como convidado. Pelo trailer que passaram percebi que não se tratava de mais um dos muitos exercícios de "é culpado? é inocente?" ou uma tentativa de esmiuçar os detalhes do julgamento; tinha o propósito de ir bem mais fundo.

 

O que o documentário faz de forma muito inteligente é contextualizar, antes de mais. Começa a narrativa nos anos 60 e mostra-nos, sem se apressar e pacientemente, o que significava - e significa - ser negro nos E.U.A., principalmente em Los Angeles (onde os dois crimes aconteceram e onde vivia o O.J. e a família).   

 

Foi precisamente a partir dos anos 60 que uma parte bastante significativa da comunidade negra, que vivia no sul, partiu em direcção a norte, em busca de uma vida melhor e com a esperança de um tratamento mais digno e humano. Infelizmente viriam a aperceber-se que Los Angeles não era um oásis; os abusos que viriam a sofrer por parte das forças policiais e toda a brutalidade a que seriam sujeitos iria demonstrar isso mesmo.

Paralelamente o filme vai também mostrando esta pessoa/personagem chamado O.J. Simpson, e como ele era exímio na arte de encantar e seduzir toda a gente; como a sua história apaixonava a nação e transcendia a questão da cor da sua pele; em que medida isso o tornou imune perante uns (brancos) e outros (negros) em alturas decisivas da sua vida.  

Algo que também é explorado é o lado reality show de todo o caso, e a forma como o público e a comunicação social "devoraram" e viveram tão intensamente esta história e como ainda hoje está tão presente. 

 

Tudo isto dá-nos o quadro que permite que depois vejamos o julgamento de uma perspectiva bem mais abrangente e completa. Faz-nos reflectir como tudo se conjugou para o desfecho que o caso depois teve.

 

Se gostam de documentários este é um daqueles obrigatórios. No Domingo acabou por ganhar o Oscar nessa mesma categoria, num ano em que três dos cinco candidatos se debruçavam sobre questões raciais.

É triste perceber que por mais que se fale sobre o assunto, se debata e se escreva, esta continua a ser uma questão tão mal resolvida na sociedade americana. Fez-me lembrar um outro documentário que pega em muitas questões que se entrecruzam com este, e pensar que pouco ou nada tem mudado ao longo dos anos.

 

 

 

 

 

     

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


13 comentários

Imagem de perfil

De Sandra a 03.03.2017 às 20:23

Vou ver certamente :)
Imagem de perfil

De Rita a 04.03.2017 às 19:49

Fico a aguardar pela tua review ;)
Imagem de perfil

De HD a 03.03.2017 às 22:46

Premiado nos óscares.
Tenho-o na mira, assim que possa vou vê-lo com muito interesse :)
Imagem de perfil

De Rita a 04.03.2017 às 19:56

É mesmo muito bom. Uma pessoa às tantas fica vidrada e aquelas horas passam a voar
Imagem de perfil

De HD a 05.03.2017 às 17:47

Há series e documentários que são mesmo assim :)
Imagem de perfil

De Rita a 06.03.2017 às 14:07

Para desgraça de quem se vicia nelas
Imagem de perfil

De HD a 06.03.2017 às 18:55

Acredita, não paro de me viciar em séries novas :)
Imagem de perfil

De Rita a 07.03.2017 às 14:08

Por acaso ando numa altura que não acompanho muitas, mas já houve alturas de devorar umas quantas. Tinha episódios novos quase todos os dias
Imagem de perfil

De Chic'Ana a 06.03.2017 às 09:17

Este documentário não vi! Vi sim uma série que deu há relativamente pouco tempo sobre o mesmo..Mas tinha mais de 5 episódios. Gostei de a ver =)
Beijinhos
Imagem de perfil

De Rita a 06.03.2017 às 14:06

Deve ser esta: http://www.imdb.com/title/tt2788432/
Ouvi falar muito bem, mas não vi. Daquilo que percebi, a série e o documentário acabam por complementar-se
Imagem de perfil

De Chic'Ana a 06.03.2017 às 14:10

Precisamente! Lá pelo meio acho que enrolam um bocadinho, mas a história em si está muito engraçada.
Imagem de perfil

De João Freitas Farinha a 08.03.2017 às 15:29

Gostei muito, mas acabei por ficar um bocado desiludido com o final.

Se calhar, esperava um final feliz... (Estou a brincar obviamente )


Não sei bem dizer o que esperava, mas achei os dois últimos episódios mais apressados e menos exaustivos que os primeiros.
Imagem de perfil

De Rita a 08.03.2017 às 15:47

Lol

Se formos a ver, realmente os primeiros têm mais sumo e estava a gostar muito da retrospectiva desde os anos 60, algo que depois já não falam tanto no final. Mesmo assim gostei bastante desses também.

Comentar post



Rita

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

blogs Portugal


Apontamentos

Nuno Joana Maggie Inês