Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

AND THERE'S NO DRIVER AT THE WHEEL


19
Jan17

Roma foi o fim da linha na nossa viagem. Se por um lado estava excitada por finalmente conhecer esta cidade depois de vários anos a imaginar como seria, por outro já sentia aquela pontinha de tristeza porque as férias estavam a acabar. 

 

 

P1050333

 Arco di Constantino visto do Coliseu

 

 

Roma, a capital da monarquia, da república e depois do império; o centro do mundo ocidental durante séculos. Naqueles três dias estaríamos imersos num lugar que cria a sensação que estamos entre duas realidades: a antiga e a moderna.

 

O hotel estava localizado quase nos subúrbios o que implicava apanhar um autocarro até à estação de metro mais próxima que ficava a cerca de 15 minutos. 

A unidade hoteleira disponibilizava transporte gratuito até ao metro, mas como era uma carrinha de nove lugares tornava-se insuficiente, tendo em conta as dezenas de turistas e o facto de sair quase só de hora a hora. Para piorar, o motorista contratado por eles era uma personagem insólita com uma condução maníaca e desgovernada. Percebia-se que a última coisa que lhe apetecia fazer era andar a transportar pessoas do ponto A para o ponto B e vice-versa.  

No meio de várias nacionalidades, e muitas vezes sem compreendermos a língua uns dos outros, era engraçado quando cruzávamos olhares cúmplices e percebíamos que estávamos todos a pensar o mesmo no que tocava ao senhor. 

  

 

No primeiro dia estivémos na zona do Foro Romano, Palatino e Coliseu, no entanto deixámos este último para visitar no dia seguinte. 

 

 

 

20131020-2241571.jpg

 

 

 

 

A origem de Roma está ligada às suas sete colinas ou montes, especialmente o monte Palatino onde a cidade terá sido fundada. No período da República era aqui que se encontravam as casas luxuosas dos aristocratas romanos e no período seguinte, do Império Romano, foi aqui que se fixaram os palácios dos imperadores.  

O Circo Massimo, entre o monte Palatino e o Aventino, era usado para corridas de bigas (carros romanos puxados por dois cavalos) e jogos. Hoje em dia é um parque público.

 

Actualmente os vários montes não se distinguem como elevações de forma tão nítida como na altura por causa dos diversos prédios e edifícios que foram sendo construídos desde então e também devido a alterações no próprio solo.  

 

P1050308

Domus Tiberiana (palácio Tiberiano) no Palatino

 

  

P1050399

Ruínas dos palácios imperiais no Palatino e o Circo Massimo (área do descampado)

 

 

 

Entre o monte Palatino e o monte Capitolino, num pequeno vale, fixou-se o Foro Romano (fórum romano), coração da vida política, social e religiosa de Roma durante milhares de anos. Aqui existiram templos, edifícios públicos, tribunais, assembleias e mais tarde igrejas. 

 

O que vemos hoje em dia é um conjunto de ruínas e vestígios descobertos após várias escavações. É fascinante, mas ao mesmo tempo confuso para quem é leigo na matéria porque a quantidade de fragmentos que aqui vemos, e de diferentes períodos da história romana, é tão vasta que por vezes andamos perdidos.

Existem algumas placas que nos vão dizendo o que estamos a ver, mas podiam conter mais informação. O melhor será usar os guias auditivos ou as visitas guiadas, para quem preferir. 

 

 

Neste dia o tempo estava muito instável; num momento estava sol, noutro chuviscava. A dada altura começou a chover abundantemente e como não tínhamos chapéu-de-chuva apanhámos uma molha valente e já nem vimos as coisas em condições. 

 

Ainda fomos testemunhas de um momento cómico, uma zaragata em pleno Fórum entre dois vendedores ambulantes de chapéus-de-chuva (que eram vendidos a um preço abusivo) porque supostamente um estava a vender no território do outro. No momento seguinte só vemos um deles a correr para esconder o material nas ruínas. 

Nos dias de sol os chapéus-de-chuva eram substituídos pelos selfie sticks.

 

 

forum-Geert Orye.jpg

Foro Romano (foto de Geert Orye)

 

 

P1050309

P1050312

P1050338

 

 

 

 

O Coliseu era o maior anfiteatro da Roma antiga e o palco para o entretenimento da época: combates de gladiadores, lutas de animais, simulações de batalhas navais, execuções. 

 

O chão da arena era uma estrutura de madeira que era coberta com areia (arena em Latim significa precisamente areia) e por baixo dessa estrutura existiam túneis e jaulas onde ficavam os gladiadores e os animais antes do espectáculo. Um sistema de elevadores permitia que depois subissem à superfície e os túneis tinham ligação com o exterior. 

Hoje em dia é visível uma pequena parte da estrutura em madeira que foi colocada para recriar essa separação e dar uma melhor percepção da parte subterrânea.

 

Veio-me à memória por diversas vezes o filme do "Gladiador" e como passámos por vários grupos de pessoas que estavam com guias turísticos lembro-me de ouvir uma delas a falar precisamente do filme. Ao que parece é bastante fiel na caracterização que fez deste anfiteatro.

  

 

P1050294

P1050301

P1050316

P1050325

P1050336

P1050327

 Il tempio di Venere e Roma (Templo de Venús e Roma) à esquerda, visto do Coliseu

 

 

 

 

A rua que vai do Coliseu até à Piazza Venezia, a Via dei Fori Imperiali, passa por vários fóruns imperiais: do lado esquerdo, logo após o Foro Romano, surge o Foro di Cesare, e do lado direito o Foro di Nerva, Foro di Augusto, Foro e Mercati (mercado) di Traiano. 

 

 

P1050337

parte do Foro Romano e à direita o Monumento Nazionale a Vittorio Emanuele II vistos a partir da Via dei Fori Imperiali

 

 

 

 

 

P1050341

 Júlio César na Via dei Fori Imperiali

 

 

 

 

Quando se chega ao fim dessa rua e chegamos à Piazza Venezia há um monumento que é impossível passar despercebido, o  Monumento Nazionale a Vittorio Emanuele II ou Altare della Patria construído em honra do primeiro rei da Itália unificada. Consegue-se avistá-lo em vários pontos da cidade pela dimensão e pela cor branca que contrasta com o espaço circundante. 

 

 

P1050342

P1050346

 

 

Passando em frente ao monumento existem depois umas escadas na parte lateral que dão acesso à Basilica di Santa Maria in Aracoeli. Entre esta e a parte traseira do monumento há uma passagem que nos permite mais à frente ter uma visão da Via dei Fori Imperiali tendo agora o Coliseu no ponto oposto ao nosso.

Quem quiser ter uma vista de Roma de um lugar ainda mais elevado também pode pagar para utilizar o elevador que dá acesso ao terraço do monumento. 

 

 

P1050430

Basilica di Santa Maria in Aracoeli

 

 

P1050471

 

P1050469

Foro di Cesare

 

 

P1050475

Templo di Venere Genitrice no Foro di Cesare

 

 

P1050474

Foro e Mercati di Traiano

 

 

 Na segunda parte vou falar mais sobre Roma e também sobre o Vaticano.

 

 

 

Viagem a Itália: Verona, parte I

Viagem a Itália: Verona, parte II

Viagem a Itália: Porto Venere

Viagem a Itália: Cinque Terre

Viagem a Itália: Florença, parte I

Viagem a Itália: Florença, parte II

Viagem a Itália: Florença, parte III

Viagem a Itália: Siena

Viagem a Itália: Bolsena

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Inês C. a 19.01.2017 às 22:15

Esses dois episódios, do motorista e dos vendedores, são geniais, parecem saídos de um filme sobre Roma!
Tenho gostado imenso de seguir as tuas aventuras - a ver se agora começo a comentar :)
Imagem de perfil

De Rita a 20.01.2017 às 18:00

Olá Inês! é bom saber-te "aí" ;)

Ainda nos rimos hoje em dia quando nos lembramos dessas histórias eheh :)

Imagem de perfil

De Chic'Ana a 20.01.2017 às 09:42

O que eu sorri ao ver este post. Adorei ir a Roma, e aqui pude recordar toda aquela viagem fantástica, com tantos cenários retirados de filmes... A cidade que tem uma Igreja em cada ruela, por vezes disfarçadas.. Adorei!
beijinhos
Imagem de perfil

De Rita a 20.01.2017 às 18:04

Muito obrigada! :) fico contente por saber.
Sim, Roma tem tantas igrejas e basílicas. Quase uma em cada esquina lol
Imagem de perfil

De Sandra a 20.01.2017 às 13:32

Roma é uma das minhas cidades preferidas. Só fui uma vez e amei! Tem História em cada cantinho, é perfeita!
Imagem de perfil

De Rita a 20.01.2017 às 18:09

É uma cidade com tanto para ver. Tive pena de não ter conseguido ver tudo, lá terá que ficar para a próxima.
Sem imagem de perfil

De JoanaT a 23.01.2017 às 00:31

Obrigada pela viagem! :)
Nunca fui, tenho curiosidade e fiquei com a ideia que ao estar lá é como se estivessemos a viver a História que demos na escola. E parece uma cidade em ruínas, daquelas "ruínas" bellas!
Imagem de perfil

De Rita a 24.01.2017 às 21:39

De nada ;)
E lembras-te das aulas de Direito Romano? lembrei-me várias vezes, por acaso.

Comentar post



Rita

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.





Pesquisar

  Pesquisar no Blog

blogs Portugal


Apontamentos

Nuno Joana Maggie Inês