Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

THE CAR IS ON FIRE

AND THERE'S NO DRIVER AT THE WHEEL

15
Dez08

... all is bright.

Rita
Foi curiosa. A viagem no comboio.
Lembro-me de entrar em Roma-Areeiro, sentar-me na parte de baixo, no lugar da janela, de frente, tirar o leitor de mp3 da mala e pôr os phones nos ouvidos. Pus a 13 Angels Standing Guard 'round the Side of Your Bed e de repente, o mundo parou. Continuou a girar, parado.

A sensação é a de acordar. É ver tudo pela primeira vez, outra vez. Tantas quanto aquelas que vejo assim, acordada. Olho pela janela e...

Estou sentada, segura. Nada põe a minha vida no limite. Estou calma, estou em paz. E no entanto nunca me senti tão viva, como quando vejo. Nunca senti a vida tão perto, à minha frente a olhar-me nos olhos, como ali. Quero ficar neste lugar sempre, quero isto. Quero sentir que faço parte como nunca fiz parte de nada, antes. Nem sei do que se trata esse antes. Não pode ter existido um mundo onde não estava. Porque estava adormecida. Porque só agora, Sou.

Fecho os olhos e cantam-me ao ouvido, sem palavras. Acho que esboço um sorriso, mas não faz mal. Quem me vir, nem faz ideia que não estou lá.

Há um lugar. Um que sinto que procurei sempre em toda a parte e afinal está aqui. Posso ir lá sempre que eu própria me deixar.
Esse lugar sou eu. Sempre que não me perco de mim... Nada está a menos, aqui. Nada sobra, aqui.

Celebrate this chance to be alive and breathing.

2 comentários

Comentar post