Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

THE CAR IS ON FIRE

AND THERE'S NO DRIVER AT THE WHEEL

11
Set18

O regresso à cidade eterna e o cemitério

Rita

O Cimitero Acattolico per gli stranieri (Cemitério não católico de Roma para estrangeiros) fica junto à pirâmide de Caio Céstio, na zona de Testaccio, e é um dos lugares mais singulares em que já estive.

 

P1060952

P1060988

 

P1060954

P1060955

 

 

A quietude, as inúmeras árvores ciprestes, as flores em tons rosa, lilás e branco, os gatos que se passeiam despreocupados, as campas e as suas esculturas dão uma aura única a este sítio.

 

 

P1060957

P1060966

P1060959

P1060962

P1060963

P1060964

 

 

Aqui estão enterrados vários poetas, pintores, escultores, autores, cientistas, diplomatas... É um dos cemitérios mais antigos da Europa, começou a ser utilizado há mais de 300 anos. 

 

P1060965

P1060961

P1060968

P1060970

P1060972

P1060975

P1060976

 

 

 

A escultura mais impactante, para mim, é da autoria do escultor William Story e é conhecida como Anjo da Dor/Sofrimento.  Foi feita em homenagem à sua falecida esposa, Emelyn.

 

É impressionante como ele conseguiu materializar na perfeição algo tão complexo e devastador como a perda de alguém que amamos profundamente. Todos os pormenores da estátua são tocantes.

O próprio William Story também viria a ser enterrado neste local.

 

P1060982

P1060977

P1060984

P1060978

P1060979

P1060986

 

 

 

Uma das campas que atrai mais visitantes é a do poeta inglês John Keats. É muito simples, nem sequer tem o seu nome, e a pedido do próprio tem somente a inscrição: Here Lies One Whose Name Was Writ in Water.

Ao lado está a campa do seu amigo, o pintor Joseph Severn.

 

 

P_20180624_113845_vHDR_On

P1060994

 

P_20180624_113613_vHDR_On

 

P1060993

 

 

Existe ainda um santuário para gatos no cemitério. Tanto o cemitério quanto o santuário vivem de doações para poderem continuar em funcionamento.   

 

Sem querer dei por mim na altura a ouvir mentalmente a voz do Morrissey:

 

 

So we go inside and we gravely read the stones 
All those people, all those lives
Where are they now? 
With loves, and hates 
And passions just like mine 
They were born 
And then they lived 
And then they died 

 

 

 

Anteriormente:

 

https://meter-maid.blogs.sapo.pt/o-regresso-a-cidade-eterna-e-a-casa-29662

https://meter-maid.blogs.sapo.pt/o-regresso-a-cidade-eterna-e-as-vistas-29264

 

 

 

 

 

 

5 comentários

Comentar post